Pânico – E Agora?

Sem nenhuma razão, você sente que vai morrer, o coração dispara, o corpo estremece, surgem náuseas, sudorese e vômitos. Pânico! E agora, o que fazer??

Sintomas como: sudorese (suor frio), falta de ar, palpitação, respiração pesada (hiperventilação), visão de túnel (perda de visão periférica), são algumas das principais respostas do corpo ao sentimento.

Muitas vezes, você corre para o pronto-socorro por acreditar que está sofrendo um infarto e sai do hospital sem diagnóstico, apenas com indicação para procurar um psicólogo e/ou psiquiatra.

Então você se pergunta mas o que tem a ver??

Te digo: tem tudo a ver, pois o que você está tendo são ataques de pânico, cujos sintomas são todos esses que você sentiu e sente quando seu nível de ansiedade está muito alto e seu estado emocional abalado.

Você reluta em procurar um profissional da saúde mental, pois depois de alguns minutos aflitivos da crise, tudo volta ao normal.

É frescura!!! Será?

O que muitos dizem é que isso não passa de frescura! Porém, quem sente e passa por esses sintomas sabe que são reais e produzem medo. Portanto, busque ajuda, não deixe o pânico tomar conta de sua vida.

Vou precisar de remédios?

Em alguns casos, quando a pessoa resiste em procurar ajuda após as primeiras crises, o transtorno do pânico evolui, ficando crônico, então o uso de medicamentos como ansiolíticos para controle das crises, pode ser necessário, bem como a psicoterapia periódica.

O que NÃO fazer?

Deixar para depois o tratamento, para mês que vem, esperar passar sozinho, deixar como está para ver como fica.

Lembre-se o cuidado com a sua saúde mental só depende de você!

Tratamento

Porém, quando as crises de pânico não são tratadas como devem, assim como toda e qualquer doença que conhecemos, evolui.

Você passará de pequenas crises, para Síndrome do Pânico, onde os sintomas são crônicos e permanentes.

Portanto, ao perceber esses sintomas ou conhecendo alguém que está passando por isso, procure ajuda de um profissional especializado no tratamento de sua saúde mental.

No tratamento psicológico você aprenderá técnicas para controlar os sintomas físicos, aprenderá estratégias para lidar com as crises e se autoconhecerá mais, o que é fundamental para maior qualidade de vida emocional.

É sim possível ter mais qualidade de vida, cuide da sua saúde mental!


Alessandra Cristina Taborda – Psicóloga

Sou Psicóloga Clínica, gosto de escutar, lhe compreender, com empatia para ajudar a você que me procura. Minha abordagem é humanística e psicodinâmica, focada em te auxiliar na busca das estratégias e soluções para lidar com o sofrimento, com suas angústias.O caminho para a superação de suas dificuldades ficará mais curto se você se autoconhecer.  …