Ansiedade – O Mal pós-pandemia de Covid-19 | Falta de ar, medo, dor no peito quais os sintomas da Ansiedade e Crise de Pânico?

A série sobre a Ansiedade no Fantástico, com participação do Dr. Dráuzio Varella, traz a tona o tema deste artigo, onde a Dra. Alessandra Taborda, fala sobre um dos males pós pandemia

Após um período de confinamento e isolamento que ainda persistem nesse tempo de pandemia, um dos transtornos que tem aumentado na vida emocional das pessoas deste século é a Ansiedade.

É válido dizer que a ansiedade tem sido o mal mais presente no pós pandemia, sim, muitos tem sofrido deste transtorno por diversas razões.

A ansiedade surge como um transtorno na vida humana, quando o ser se depara com diversas mudanças que estão fora de seu controle, diante de situações inesperadas, inusitadas, que fogem das suas expectativas, o medo do futuro e o sofrer por antecipação.

Quais os sintomas mais presentes no transtorno de ansiedade?

  • Taquicardia e em alguns casos, dor no peito, quando o coração acelera e a pessoa acha que está sofrendo de algum problema cardíaco;
  • Sudorese;
  • Pensamento acelerado;
  • Respiração acelerada ou falta de ar;
  • Fobias, medos excessivos;
  • Crises de pânico.

É válido salientar que as crises de ansiedade, vêm em momentos, muitas vezes inesperados, relatam muitos pacientes na clínica.

Alguns não dão a importância ou atenção devida para isso, acreditam que tomando um copo de água, vai passar. Que tomando calmantes vai resolver.

Isso pode ajudar a diminuir os sintomas, mas não resolver a base do problema.

Mas o que acontece no corpo em uma crise de ansiedade?

Muitas vezes os níveis de adrenalina, noradrenalina e dopamina ficam alteradas na corrente sanguínea gerando sinais físicos, como a taquicardia, dor no peito, falta de ar, a sudorese, que são desencadeados no corpo em razão de um conflito mental ou emocional, não resolvido.

Aquilo que não se resolve na mente, passa para o corpo.

Sigmund Freud

Já dizia Freud: “Aquilo que não se resolve na mente, passa para o corpo”. Então, se você sofre de alguns desses sintomas, é preciso procurar ajuda o quanto antes, lembrando que a ansiedade surge quando suas emoções ou psiquismo, estão em sofrimento.

Emoções como raiva de uma situação que lhe causa dor, como perda de emprego, término de um relacionamento, frustração ou insucessos diante de algo que se deseja, podem levar a um sofrimento interno que lhe foge ao controle.

Isso tem sido cada vez mais comum nos últimos meses, devido as incertezas presentes na pandemia.

Se já é inerente o medo do futuro em alguns, imagina então viver situações como essa do momento pandêmico que traz sentimentos mórbidos e desconhecidos, inomináveis para algo que nunca pensamos passar?!

Daí para aqueles que vivem pensando lá na frente, no futuro, surge uma dúvida que persiste e questões para as quais não existem respostas, dando lugar a um processo de aceleração de pensamentos, ideias e ansiedade.

E quando a ansiedade passa ao nível da insuportabilidade da realidade, surgem as crises de pânico, que se não tratadas evoluem para síndrome de pânico.

Como procurar ajuda?

Se você está sofrendo com essa doença mental, emocional e psicológica, é preciso buscar ajuda de um psicólogo.

Esse é o profissional capacitado e habilitado para lhe ajudar a lidar com seu funcionamento ansioso.

Em um mundo rápido e acelerado, parar para cuidar da sua saúde mental não é luxo, mas necessidade.

Alessandra Cristina Taborda

Sou Psicóloga Clínica, gosto de escutar, lhe compreender, com empatia para ajudar a você que me procura. Minha abordagem é humanística e psicodinâmica, focada em te auxiliar na busca das estratégias e soluções para lidar com o sofrimento, com suas angústias.O caminho para a superação de suas dificuldades ficará mais curto se você se autoconhecer.  …

Qual a sua relação com a Ansiedade?