A Psicologia Analítica – Sonhos, significados e simbolismos

A psicologia analítica foi desenvolvida por Carl Gustav Jung, psiquiatra e psicólogo suíço. Em sua obra, ele procurou realizar um resgate do universo simbólico humano através de estudos empíricos, tendo como perspectiva que o indivíduo apenas se realiza através da aceitação e experiência de seu inconsciente — é pelo resgate da vivência simbólica da psique que é possível entrar em contato com os conteúdos inconscientes de forma gradativa, desenvolvendo um sentido da vida e conhecimento ampliado de si mesmo.

Para Jung essa vivência do inconsciente acontece principalmente por intermédio dos sonhos e seus símbolos. 

Os sonhos são os principais condutores do processo psicoterapêutico, trazendo uma visão simbólica da situação do inconsciente do paciente. Neste sentido, os sonhos têm o papel de comunicar a quem sonha suas falhas e faltas conscientes, sendo responsáveis por preparar ativamente o processo de desenvolvimento psíquico. 

Além de revelarem recordações e complexos pessoais, revelam também conteúdos culturais e ancestrais, os quais Jung denominou de arquétipos – imagens primordiais. Portanto, os sonhos têm como sentido estimular o processo de transformação do indivíduo rumo a um conhecimento ampliado de si-mesmo e da própria coletividade humana. 

O sonho … é um acontecimento não intencional, assim como todos os acontecimentos da natureza.

JUNG, 2011, p. 16

De acordo com Jung: “O sonho é, conforme sabem, um fenômeno natural. Não é fruto de uma intenção. Não podemos explicá-lo a partir de uma psicologia que provém da consciência. Trata-se de um modo específico de funcionamento que não depende da vontade e do desejo, da intenção ou do objetivo do Eu Humano. É um acontecimento não intencional, assim como todos os acontecimentos da natureza” (JUNG, 2011, p. 16).

Abrir o leque do entendimento ao significado dos sonhos, a partir da abordagem junguiana, também abre portas para um mundo fascinante. O mundo do inconsciente e seus símbolos.


Matheus Ramos

Sou psicoterapeuta Junguiano. Minha abordagem psicológica coloca em perspectiva o autoaperfeiçoamento humano. Vejo a psicoterapia como um trabalho de construção, que busca te ajudar a desenvolver um olhar carinhoso para dentro de si, tomando consciência de seus problemas e procurando soluções de maneira mais tranquila. Propósito Tenho como objetivo no trabalho psicoterapêutico te auxiliar a …